11 fatos sobre os eleitores que você precisa saber

por Larissa Maciel em 05/12/2019 ⇠ Veja outros Posts

Para traçar suas estratégias de campanha eleitoral e aprimorar suas ações de mandato você precisa buscar entender o perfil do eleitorado brasileiro. Essas informações são muito importantes e vão otimizar seus processos te aproximando de seus objetivos. Por isso, selecionamos 11 fatos sobre os eleitores que você precisa saber para alavancar o seu trabalho.

1. A maioria dos eleitores são mulheres

As últimas estatísticas divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral, de Outubro de 2019, mostram que o Brasil possui no total 147.415.053 eleitores. Desse montante, 52,62% é composto por mulheres, representadas por 77.566.884 eleitoras.

Esse é um dos fatos sobre eleitores mais importantes, um eleitorado majoritariamente feminino exige posturas que levem ao desenvolvimento de políticas públicas direcionadas à esse público. Esse gênero possui uma série de demandas bem específicas, e elas não podem ficar fora do plano de campanha, se você deseja ser votado por elas.

2. Faixa etária

A população eleitoral é composta por diversas faixas etárias, mas a maior concentração está entre 45 e 59 anos com cerca de 36.079.059 eleitores. Assim está distribuída as faixas etárias no panorama de eleitores:

  • 0,250% dos eleitores têm 16 anos;

  • 0,640% têm 17 anos;

  • 5,220% têm idade compreendida entre 18 e 20 anos;

  • 8,450% das pessoas têm entre 21 a 24 anos;

  • 20,830% têm entre 25 e 34 anos;

  • 20,720% dos cidadãos têm de 35 a 44 anos;

  • 24,470% têm de 45 a 59 anos; (Maior número de eleitores)

  • 10,970% tem de 60 a 69;

  • 5,590% tem 70 a 79 anos;

  • As pessoas acima de 79 anos correspondem a 2,860% da população eleitoral.  

Essas questões são muito importantes pois elas irão te ajudar a definir a sua estratégia de campanha. Por exemplo, se somarmos a porcentagem de jovens  eleitores, isso nos leva a pensar que o uso de mídias sociais como Instagram poderia ser adotada, pois é voltada para a juventude, e esse público é muito importante.

3. Grau de instrução

A maioria dos eleitores começaram, mas não terminaram o ensino fundamental, essa parcela corresponde a 24,574% da população votante. Essa percepção é muito importante para utilizar a linguagem adequada aos perfis existentes.

Outros níveis de instruções fazem parte do perfil do eleitorado brasileiro.

  • Analfabetismo: 4,369%;

  • Ensino fundamental completo: 6,694%;

  • Ensino fundamental incompleto: 24,574%;

  • Ensino médio completo: 24,753%;

  • Ensino médio incompleto: 15,886%;

  • Lê e escreve: 8,078%;

  • Superior completo: 10,392%;

  • Superior incompleto: 5,227%.

4. Eleitores por região

Cada região brasileira possui um número total de eleitores, e dependendo de onde esse eleitor é, seu perfil pode variar. Você pode pensar que essa informação só é importante para quem disputa o cargo de Presidente da República, mas não é bem assim.

Atualmente, os mandatos estão cada vez mais expostos, com a internet, independente de um cidadão ser do seu domicílio eleitoral ou não, ele pode te acompanhar e ainda cobrar de você algumas atitudes. Por isso, é muito importante ter a noção de como a população eleitoral está distribuída. Ela está dividida da seguinte forma:

  • O Centro-oeste têm 7,191% do eleitorado do Brasil;

  • 0,315% do brasileiros votam no exterior;

  • 26,792% dos eleitores de nosso país estão na região nordeste;

  • O norte possui 7,740% dos eleitores do Brasil;

  • A região sudeste é a quem tem mais votantes: 43,391% dos eleitores;

  • O Sul têm 14,563 da população eleitoral.

5. Eleitores estão conectados

Os brasileiros estão passando cada vez mais tempo online, estão receptivos em relação ao marketing digital e menos desconfiados quando se trata de internet. 70% da população tem acesso a internet, isso significa  126,9 milhões de pessoas acessam a web em nosso país, é o que mostra o estudo realizado pela pesquisa TIC Domicílios.

O levantamento indicou um dado interessante mostrando o aumento da população de classe D e E com acesso a internet, que já chega a 48% dessas camadas, muito disso se deve a popularização dos smartphones. 

Tempo gasto nas redes sociais

Claro que precisamos fazer um recorte desses dados de acesso a internet voltado para as redes sociais, afinal o Brasil é o segundo lugar no ranking mundial em tempo gasto com mídias sociais, ficando atrás apenas da Filipinas.
Os brasileiros passam em média 225 minutos acessando plataformas de redes sociais.

Esse panorama torna as ações de marketing político digital muito importantes! O uso de e-mail marketing e redes sociais não podem ser abandonados nem na época de campanha eleitoral e nem durante o mandato.

6. Não querem se sentir usados

Se tem uma atitude que unanimemente os eleitores detestam é se sentirem usados. Não faça promessas que você não poderá cumprir e não faça propaganda enganosa ou tente levar os créditos por algo que não tenha sido realizado por você. Não seja este político. Além disso, acompanhe o cotidiano da população para entender suas demandas e não deixe para aparecer só na época de campanha. Mantenha contato!

7. Conquiste corações e tenha aliados

Se você trabalhar bem seu marketing político e eleitoral, não dispensar a visita aos eleitores e ter um bom plano de campanha é bem provável que você conquistará o coração do seu eleitor. Depois que isso acontecer, ele será um grande replicador do seu trabalho, suas ações e pensamentos.

8. Eleitores podem ajudar a financiar sua campanha

Transmita confiança e mostre o quanto os eleitores são importantes para o seu trabalho e para o desenvolvimento de campanha. A Justiça Eleitoral permite o financiamento de campanhas por pessoas físicas, e se você conseguir engajar o eleitorado, é muito provável que eles contribuam financeiramente ou com o próprio trabalho.

9. Não gostam de receber mensagens de desconhecidos

Já falamos por aqui algumas vezes, não é nada aconselhável comprar lista de contatos. A regra da lista de contatos limpa também vale para o e-mail. O seu banco de dados precisa ser construído por opt-in, ou seja, seus eleitores precisam fornecer suas informações de forma voluntária. Será muito invasivo e inconveniente mandar mensagens ou e-mails para pessoas que você ainda não teve nenhum contato.  Esse tipo de comunicação pode fazer um bem enorme para sua estratégia, mas desde que as pessoas tenham fornecido o contato e desejem se comunicar com você. Se não, é spam na certa!

10. Não gostam de sujeira

Dia de eleição é sempre a mesma história: a ruas cheias de sujeira, coberta  de santinhos. Além de ser crime eleitoral, essa atitude só faz com que você caia no conceito dos eleitores. Faça uma campanha que não cause poluição visual, isso vai fazer com que as pessoas te olhem com mais carinho.

11. Eles querem ser prioridade

Tenha a população como seu o grande objetivo, é ela quem deve ser a norteadora de suas ações de mandato e de campanha. Eles querem ser sua prioridade, esse é o mais importante dos fatos sobre os eleitores. Se preocupe com a opinião deles, faça pesquisa e conquiste-os.

Essas foram os 12 fatos sobre os eleitores que selecionamos, eles vão te ajudar a direcionar sua estratégia. Se você gostou do nosso conteúdo, assine nossa newsletter. Até a próxima!


ebook

Larissa Maciel

Publicitária e especialista em marketing político.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606
31 3047 5405

© NeritPolítica

by nerit