Campanha eleitoral na internet: passo a passo

por Equipe Nerit - 16/06/2020 ⇠ Veja outros Posts

Não há dúvidas de que a internet é um ambiente fértil que pode e deve ser explorado pelos políticos para fortalecerem sua imagem junto aos cidadãos. No entanto, é preciso traçar estratégias claras para conseguir bons resultados, além de seguir as normas previstas pela lei eleitoral.

Se você será candidato nas eleições municipais de 2020, ou até mesmo se já exerce um cargo parlamentar, é bem possível que tenha o objetivo de começar uma campanha política na internet. Mas, se não sabe como dar o primeiro passo, não precisa se preocupar: neste post trazemos algumas dicas para que você possa iniciar o seu trabalho!

Vamos falar um pouco sobre as diferentes redes sociais e ferramentas que podem ser utilizadas na web, além de abordar o que pode e não pode ser feito na internet. Vamos lá?

  1. Escolha as redes sociais que serão utilizadas

Existem diferentes alternativas para o político que deseja começar uma campanha política na internet e fortalecer sua imagem junto ao público-alvo.

Isso não significa que é necessário optar por uma única ferramenta ou rede social. Mas, se você deseja realizar um trabalho organizado e coerente, é preciso definir quais mecanismos serão utilizados e estabelecer um cronograma de postagens para cada um dos casos.

Com o intuito de que você entenda bem quais são as possibilidades que cada opção oferece, vamos falar um pouco sobre as ferramentas e redes sociais mais populares no país. Depois, é só criar sua conta e começar a publicar conteúdo!

Site para políticos

O site é um dos principais meios utilizados pelos internautas para obter informações oficiais e confiáveis sobre um candidato. Ele funciona como um cartão de visitas do político e tem o intuito de reunir informações importantes sobre as ideologias e propostas do parlamentar.

Ter uma boa página, com dados relevantes e de interesse para a população, é uma excelente forma de ganhar autoridade no meio virtual. Não se trata de fazer propaganda ou de pedir votos, mas sim de ser uma fonte útil de informações para os cidadãos politicamente engajados.

No site, é possível ter um blog com notícias e boletins informativos sobre as ações do político e de sua equipe. Além disso, podem ser realizadas enquetes para entender as demandas da população. Outra opção é disponibilizar uma seção de comentários na qual podem ocorrer debates e discussões.

É importante também contar com um formulário que os internautas possam preencher para receber notícias relevantes sobre o político, bem como lembretes sobre eventos, por exemplo. Outra ideia é disponibilizar um formulário de contato no qual os eleitores possam dar sugestões, tirar dúvidas e fazer críticas.

No entanto, é preciso estar atento e sempre dar retorno aos cidadãos, pois deixá-los sem resposta pode gerar uma péssima imagem do político.

Para ter um bom website, é aconselhável contar com uma equipe de desenvolvimento que trabalhe com foco em páginas para políticos.

Facebook

O Facebook é uma das redes sociais mais populares no Brasil e é uma ótima alternativa para os políticos que querem começar uma campanha política na internet. Ela permite uma interação rápida e efetiva com o público-alvo, com a possibilidade de que os internautas curtam as publicações, compartilhem o conteúdo e deixem seus comentários.

Nessa rede social as possibilidades são múltiplas. É possível postar imagens, vídeos e textos, realizar transmissões ao vivo, linkar para sites e blogs externos, além de compartilhar conteúdos de terceiros publicados na própria rede. Isso sem contar a possibilidade de participar de grupos de discussão sobre os mais diversos assuntos e assim trocar ideias com as pessoas.

Os recursos de imagem de perfil e capa de fundo também podem ser usados para fortalecer a imagem do candidato.

O Facebook pode ser usado para que o político se posicione em relação a assuntos que estão em alta e interaja com o público, respondendo seus comentários. Também é possível medir quais são as reações do público e traçar estratégias para se tornar mais popular.

Twitter

O Twitter é uma rede social que apresenta menos possibilidades do que o Facebook, mas que ainda assim é muita rica e possui excelentes vantagens. Por seus textos serem curtos (até 280 caracteres), trata-se de uma opção muito dinâmica para o político que quer ir direto ao ponto em relação a algum assunto que esteja em alta.  

A vida útil de uma postagem é menor, ou seja, rapidamente uma publicação fica ultrapassada. Isso ocorre porque o fluxo de notícias e novidades é alto, e as informações chegam e se vão rapidamente pela barra de rolagem do Twitter. Para quem quer marcar presença de maneira prática e notável, esta é uma ótima opção!

Instagram

O instagram é uma rede social altamente visual, já que seu maior foco são as fotos, vídeos curtos através dos stories e longos, através do IGTV. Por isso, trata-se de uma ótima opção para o político que quer divulgar as imagens de suas ações, participações em eventos e propostas.

O Instagram vem crescendo cada vez mais e já ultrapassa a popularidade do Facebook entre os mais jovens. Uma vantagem bem interessante é que, ao fazer uma postagem no Instagram, é possível enviar essa publicação também para o Facebook e para o Twitter, integrando as três redes sociais em um único clique!

LinkedIn

O LinkedIn é uma rede social bastante semelhante ao Facebook, já que é possível publicar diferentes mídias e interagir com as pessoas de forma similar. No entanto, trata-se de um perfil profissional e não de um perfil pessoal.

Para o político, ter uma página nessa rede social pode ser uma boa opção, pois o público é, em geral, mais sério, e pode se engajar com assuntos relacionados à economia, educação, segurança, entre outros. 

E-mail marketing e SMS

Como já falamos neste texto sobre a importância de um gestor político, enviar e-mails e SMS pode ser bastante útil para o seu marketing eleitoral, já que se trata de um meio eficiente de atingir um grande número de pessoas em poucos minutos, além de ser financeiramente acessível.

Hoje em dia, a grande maioria dos brasileiros possuem acesso à internet e a aparelhos celulares, usando as tecnologias com frequência, o que converte o meio digital em um ambiente muito fértil para desenvolver estratégias de marketing assertivas.

Além disso, utilizando o e-mail marketing ou SMS, é possível enviar mensagens personalizadas aos usuários, pois trata-se de uma ferramenta de marketing direto (ou seja, que é direcionado a um destinatário específico, de forma segmentada e mensurável).

Você pode enviar diferentes tipos de e-mail: automatizado, de divulgação e de newsletter. Para saber mais sobre esse assunto, você poder acessar este texto do blog. E para saber tudo sobre o envio de SMS, você pode ler esta postagem.

  1. Atenda às exigências da lei eleitoral

Antes de começar uma campanha política na internet, é preciso ter certeza de que todos os assessores e membros da equipe envolvidos nessa atividade possuem uma visão bem clara das regras que não podem ser violadas. As mais importantes são as seguintes:

É proibido pedir votos fora do período de campanha

Fora do período de campanha, que em geral dura 45 dias, o político pode fazer uso de redes sociais e de ferramentas virtuais, desde que não peça votos de forma explícita e desde que não se apresente oficialmente como candidato.

Isto é, o político pode se manifestar sobre assuntos de interesse da população, divulgar suas ideias e posicionamentos, além de trabalhar sua imagem a fim de conquistar a confiança do público. No entanto, não podem ser solicitados votos dos internautas de forma alguma.

É obrigatório oferecer a opção de descadastramento

Se você for enviar e-mails e SMS, é obrigatório oferecer ao usuário a opção de se descadastrar. Ou seja, a pessoa que receber sua mensagem deve ter a possibilidade de optar por não receber mais seus correios eletrônicos ou mensagens, sendo excluída da sua base de contatos em até 48 horas.

É proibido comprar listas de contatos

Por lei, os políticos estão proibidos de comprar base de dados prontas, e quem infringir essa norma pode pagar multas que variam entre 5 mil e 30 mil reais. Portanto, é indispensável que você construa seu próprio banco de eleitores. Se quiser ajuda com isso, basta baixar nosso e-book gratuito sobre o assunto!
Muitos candidatos procuram por disparos em massa em aplicativos de mensagens. É importante conhecer quais as melhores práticas para utilizar o whatsapp para políticos

  1. Financiamento coletivo para campanha

A internet pode ser usada não só para divulgação de plano de governo e imagem do candidato, ela é um ótimo espaço para arrecadação de recursos para financiamento de campanha eleitoral.
O candidato pode utilizar sites de financiamento coletivo (Crowdfunding) para buscar recursos junto a sua audiência.

  1. Se mantenha atualizado

Para botar a mão na massa, você precisa se manter atualizado, e a internet reúne vários conteúdos que podem ajudar na campanha. O NeritPolítica, por exemplo, disponibiliza materiais gratuitos para políticos e candidatos. Fique ligado aqui no blog, pois sempre trazemos novidades para ajudar políticos em campanha e em mandato.

  1. Sistema para campanha eleitoral

A tecnologia está cada vez mais presente nas campanhas eleitorais, isso é um fato, mas quais ferramentas digitais são de fato eficazes para auxiliar um candidato?
O sistema NeritPolítica tem funções como:

  • Cadastro de eleitores, cabos eleitorais, parceiros, etc;

  • Atendimento à população

  • Mapa geográfico com a localização de eleitores

  • Marketing automatizado (e-mail marketing e SMS)

  • Agenda do candidato e sua equipe

  • Aplicativo para ter ferramentas a palma da mão em qualquer local

Conheça mais ferramentas de campanha eleitoral do sistema Neritpolítica. 
 

Post publicado originalmente dia 12/07/2019 e atualizado dia 16/06/2020.

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas para começar uma campanha política na internet. E, se ainda tiver dúvidas, deixe seu comentário aqui embaixo ou fale com um especialista da nossa equipe!

Passo a passo Campanha Eleitoral

Equipe Nerit

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606

© NeritPolítica

by nerit