Marketing pós-eleitoral: depois das urnas

por Equipe Nerit - 20/01/2021 ⇠ Veja outros Posts

O período de campanha é, sem sombra de dúvida, um momento tanto quanto complicado e de muito trabalho para o político e sua equipe. Ao vencer nas urnas é normal que uma sensação de alívio e dever cumprido recaia sobre todos. E isso não é errado, mas o trabalho está longe de terminar.

Após a eleição é necessário manter a boa imagem construída daquela figura, a mesma que levou a campanha ao êxito. É preciso ter em mente que o mandato pode ser considerado um período de campanha permanente. Isso também é tarefa do marketing político, mais especificamente do marketing pós-eleitoral.

Marketing pós-eleitoral: o que fazer depois das urnas

O marketing pós-eleitoral nasce da consciência de que o trabalho do marketing político não se encerra com a eleição. É necessário que a imagem continue sempre positiva e que qualquer crise que possa surgir seja gerenciada. Dessa maneira, o marketing pós-eleitoral ajuda a garantir bons resultados nas possíveis tentativas de reeleição.

É fundamental entender que o marketing pós-eleitoral não serve apenas como forma de promover positivamente o mandato e o político eleito, mas também é um ferramenta que auxilia na boa gestão, já que é intrinsecamente ligado à comunicação com seus eleitores, fazendo com que se entenda quais são as demandas.

A verdade é que muitas vezes a comunicação e o marketing são deixados de lado em vários tipos de organização, não recebendo a dedicação e o valor que realmente necessitam.

Na política, fato é que a publicidade e o marketing são muito mais levados em conta apenas no período eleitoral e que nos gabinetes não seja feito um trabalho comunicacional de divulgação e ações que visem levar o conhecimento à população.

É preciso que ao assumir seu mandato, o político e seus assessores reflitam sobre um planejamento estratégico comunicacional e decidam de qual forma será feito o posicionamento público do governo. E isso é válido para os cargos de todos os níveis governamentais, seja ele federal, estadual ou municipal.

Ao o iniciar o mandato, o político eleito precisa entender quais são as reais necessidades e o que está ao seu alcance. Por isso é tão importante contar com uma assessoria de comunicação ao seu lado para manter em ordem e harmonia o relacionamento com a mídia e com o público em geral após as eleições.

As mídias sociais não devem morrer após a campanha

Uma queixa muito grande por parte do eleitorado é justamente o 'chá de sumiço' do político depois de ser eleito. O partido ou o indivíduo só dá as caras para pedir voto, excluindo o eleitorado de suas decisões e ações durante o mandato.

Mas o eleitorado sente cada vez mais a necessidade de participar e interagir e tem visto nas redes o ambiente ideal para isso. Por isso o marketing pós-eleitoral também deve atuar para que o político eleito mantenha aberto um canal de comunicação e relacionamento com o eleitor e com o restante da população.

Por isso, em hipótese alguma abandone e pare de alimentar suas mídias sociais após as eleições. O trabalho de produção de conteúdo e monitoramento deve seguir adiante e, se possível, ser intensificado. As mídias sociais são uma maneira do eleitorado se manter conectado ao político e se sentir mais participativo nas decisões políticas.

Elas também têm se mostrado um ótimo canal para que um feedback de qualidade seja obtido diretamente dos mais interessados: o povo. Com o monitoramento das redes sociais, é possível ter uma noção bem nítida de qual imagem o político está transmitindo e se o trabalho do marketing está sendo bem executado ou não.

Mantenha firme o trabalho de interação com o público, incentive o engajamento, conserve uma frequência consistente de publicações e não deixe de medir os resultados obtidos com todas as ações.

Tecnologia a seu favor

Atualmente, todo o marketing político, incluindo o marketing eleitoral, conta com uma forte aliada: a tecnologia. É claro que ela não substitui o contato direto e pessoal com a população e os outros políticos. Mas a tecnologia já consegue guiar boa parte da jornada pós-eleitoral.

Um sistema de gestão é a melhor maneira de lidar com as expectativas e exigências dos eleitores de um lado e as obrigações da rotina da gestão pública do outro.

Como entrar em contato e informar as pessoas certas sobre determinadas ações realizadas? Isso é simples com o NeritPolítica! Ele permite a criação de campanhas de marketing direto e automatizado.

Um exemplo bem usual e aplicável é justamente a primeira premissa do marketing pós-eleitoral: o agradecimento pela eleição. Após ser eleito, você pode enviar ao eleitorado cadastrado em sua base de dados uma mensagem de agradecimento através de um e-mail ou SMS, juntamente a promessa de comprometimento com tudo que foi proposto durante seu período de campanha.

O envio desse tipo de mensagem, quando bem estruturado e feito durante toda a gestão, ajuda a promover o bom relacionamento com a população.

E então, o que achou do nosso conteúdo sobre marketing pós-eleitoral? Você já tem traçadas as suas estratégias de comunicação para o início do mandato? Compartilhe com a gente nos comentários! Deixe também suas sugestões de temas para ver aqui no nosso blog.

E não perca nada assinando a nossa newsletter e acompanhando as nossas redes sociais. Até em breve!

 

Post escrito originalmente dia 26/10/2018 e atualizado dia 20/01/2021.

Equipe Nerit

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606
Este site utiliza cookies para otimizar sua experiência durante a navegação. Ao continuar nesta página, consideramos que você concorda com a utilização de cookies. Ok, entendi.

© NeritPolítica

by nerit