Cabos eleitorais: peças chave na eleição

por Larissa Maciel em 05/Jun/2017 ⇠ Veja outros Posts

No momento da campanha eleitoral o que mais aparece é trabalho. Conquistar os votos dos eleitores é uma tarefa, na grande maioria da vezes, bem complicada. Por esse motivo, contar com a ajuda de outras pessoas para angariar os números que um candidato necessita é primordial em todo esse processo.

É aí que as atividades realizadas por cabos eleitorais se encaixam. Esses profissionais estão na linha de frente da disputa de um pleito. Dispor desses parceiros em sua campanha faz toda a diferença.

No post de hoje iremos mostrar quais são as principais funções desses profissionais e qual é a importância deles para o seu marketing eleitoral. Mas antes disso, vamos nos atentar a alguns pontos históricos.

O surgimento dos cabos eleitorais

Na época da República Velha (período que vai de 1889 até o ano de 1930), o Brasil tinha um sistema político pautado das práticas de coronelismo, onde os coronéis obrigavam os trabalhadores a votarem neles através do voto de cabresto.

Com o fim desse sistema, as eleições começaram a ficar mais frequentes. Por volta de meados da década de 1940 surgiram os cabos eleitorais. O trabalho realizado era pautado na militância política. A aproximação dos cabos eleitorais com os eleitores aconteciam, inicialmente, através do rádio ou pessoalmente.

Hoje em dia, as ações são das mais variadas, e são aliadas ao plano de marketing eleitoral da campanha. E os contratados, que podem ser remuneradas ou não, nem sempre tem ligações com a militância do partido e/ou do candidato.

A função dos cabos eleitorais

Os cabos eleitorais são pessoas que trabalham para um candidato a um cargo público eletivo. É um cargo voltado para o processo eleitoral, com duração de cerca de 90 dias e seu encerramento se dá juntamente com o fim da disputa pelos votos, no dia da eleição.

A função dessas pessoas é ser um intermediário entre a população e o candidato. A ideia é que eles sejam  disseminadores das ideias do aspirante ao cargo político, apresentando o plano de governo e criando uma ponte entre esses dois sujeitos agentes da eleição. Tudo isso culminando na conquista de votos para o candidato.

Os cabos eleitorais, para conseguir estreitar esses laços e angariar eleitores, executam algumas atividades previstas no plano de marketing de campanha de um candidato. Veremos agora algumas delas.

Bandeiraço

Bandeiraço

Para que o candidato e seu número de legenda sejam lembrados é necessário que eles sejam vistos. Engajar a população no objetivo de ser eleito, pressupõe levar à ela o conhecimento de sua campanha e, por isso, você deve estar aonde essas pessoas estão.

Estar na rua é uma boa estratégia para disseminar informações sobre o candidato no lugar certo, já que a maior parte da sua população eleitoral transita por esses lugares.

Você pode fazer isso através de um de bandeiraço, uma ação em que os cabos eleitorais vão para os pontos mais movimentados da cidade e balançam as bandeiras com os dados importantes para o momento da urna, como nome, partido e número. A empolgação dos trabalhadores é fundamental, porque o entusiasmo deles pode fazer com que o eleitor também se afeiçoe ao candidato.

Panfletagem

O corpo a corpo com eleitor é de extrema importância! Como nem sempre é possível que o próprio candidato realize essa ação mais diretamente com um grande número de pessoas, os cabos eleitorais se tornam o seu representante.

Essa também é uma ação que acontece nas ruas, nos lugares onde os seus possíveis eleitores irão transitar. Só que dessa vez o contato com o público é mais direto. A entrega de santinhos é fundamental para a estratégia de marketing eleitoral, e é uma prática adotada por quase todos os candidatos, desde os que possuem mais recursos para investir até os que não tem tanta verba para confecção de material de campanha.

Como essa prática é realizada em massa no processo eleitoral é bom que você faça com que a sua seja diferenciada. Os santinhos precisam ser bem feitos, com um design bem elaborado, capazes de transmitir as informações que seu eleitor precisa saber de forma clara.

Para além disso, os cabos eleitorais devem estar bem treinados para que façam uma abordagem do eleitor de forma a conquistá-lo. Saber transmitir tudo que é necessário para tornar  candidato conhecido do ouvinte e ainda assim não ser invasivo é uma tarefa complexa que precisa ser bem realizada para que não surta um efeito contrário.

Visitas e conversas mais profundas

Visitas e conversas mais profundas

As outras ações que foram apresentadas anteriormente neste texto possuem uma profundidade de interação menor do que essa que iremos apresentar agora. Os cabos eleitorais precisam fazer um investimento real em propagar as ideias de seu candidato ao cargo político.

Para isso, hastear bandeiras, entregar panfletos parece não ser suficiente, certo? Essas ações são eficientes para tornar o candidato conhecido, funcionam como um primeiro passo, mas essa relação precisa ser mais estreitada.

Colocar os cabos eleitorais em atividade de contato mais direto  e longo com a população dá mais oportunidade para que eles consigam esclarecer todas as dúvidas que o eleitor possa vir a ter. É o momento em que ele vai conseguir salientar as diferenças do candidato que ele defende em relação aos outros, e fazer com que seus ouvintes também criem laços afetivos com ele.

Você pode inserir seus cabos eleitorais em diversas outras atividades de campanha, como em eventos, carreatas e etc. Existem muitas formas de usar os serviços desses profissionais que podem ser peças chave na eleição. Mas antes de colocá-los para executar as tarefas estipuladas no seu plano de marketing, você precisa se certificar de algumas coisas.

Os cabos eleitorais estão realmente capazes de espalhar as ideias do candidato?

Os cabos eleitorais estão realmente capazes de espalhar as ideias do candidato?

Os cabos eleitorais são instrumentos que podem fazer toda a diferença em uma campanha, para o bem ou para o mal. Eles devem estar inseridos no processo eleitoral para que tudo dê certo. Para isso você deve seguir alguns passos:

  • Escolha com sabedoria: selecionar os cabos eleitorais é uma tarefa que tem sua importância negligenciada na maioria das vezes. As escolhas deverão ser feitas com sabedoria, principalmente porque o número de contratação desses profissionais agora é limitado. Veja se os funcionários têm de fato afinidades com o perfil do candidato e com as ideias que ele quer passar.

  • Mantenha-os informados: treine seus cabos eleitorais, eles precisam estar preparados para responder qualquer dúvida que o eleitor venha a ter. Lembra que ele é a ponte entre o eleitor e o candidato? Então cuide bem disso!

  • Approach: mostre para os cabos eleitorais como a aproximação deve ser feita. Isso é muito importante porque uma boa abordagem desse aspecto evita que sua campanha se torne invasiva e/ou desconfortável para população.

No blog post de hoje nós vimos a importância que os  cabos eleitorais têm em uma campanha a um cargo político. Eles podem fazer a diferença e aumentar a sua estimativa de votos. Esperamos que você tenha gostado do nosso conteúdo. Continue ligado nas nossas postagens, assine nossa newsletter. Até a próxima!

Construindo um banco de dados de eleitores: missão impossível?

Larissa Maciel

Publicitária e especialista em marketing político.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606
31 3047 5405

© NeritPolítica

by nerit