Gerenciamento político: como administrar o seu mandato?

por Larissa Maciel em 14/02/2017 ⇠ Veja outros Posts

Um guia completo para realizar o gerenciamento político do seu gabinete e ter um mandato mais organizado e eficiente. 

Você conseguiu passar por todas as turbulências, ansiedades e incertezas de sua campanha e chegou onde queria: venceu as eleições. Mas saiba que os desafios apenas começaram. Pela frente você terá que aprender a lidar com as inúmeras demandas da população, dar os feedbacks corretos, compreender a relação entre governos, gerir recursos financeiros, administrar compromissos, coordenar uma equipe de colaboradores... E enfim, saber como processar um grande volume de informações, problemas e tarefas que chegam a todo momento e demandam tempo e organização!

Neste guia, iremos lhe mostrar algumas dicas para realizar a gestão do seu gabinete. Aqui não abordaremos questões mais profundas como criação de projetos de lei, por exemplo. Nosso intuito é auxiliar os primeiros passos do gerenciamento político do seu mandato e mostrar a importância do marketing pós-campanha.

1. O primeiro passo: forme um time de sucesso!

forme um time de sucesso

Organizar uma equipe de trabalho consistente e que atenda às necessidades de sua gestão é uma das primeiras atitudes a serem tomadas em seu mandato. Preocupe-se com os critérios utilizados para a seleção, estando sempre atento às qualificações profissionais. No caso de prefeitos eleitos, o recrutamento pode ser interno - selecionando membros que já trabalham na prefeitura - realizando promoções ou alocamentos. Mas em algumas situações, pode ser necessário realizar um recrutamento externo.

Lembre-se: o sucesso do seu mandato depende da maneira como você irá compor seu gabinete.

Faça um mapeamento de todas as áreas de atuação e defina funções claras

Verifique todas as áreas nas quais você precisará de profissionais qualificados. Até as menores funções deverão ter um responsável competente para que todo o trabalho do seu gabinete seja realizado com clareza. Dependendo do seu cargo, algumas ocupações já são pré-determinadas e você obrigatoriamente precisará de alguém para ocupá-las, como é o exemplo de certos assessores e  assistentes, ou no caso dos prefeitos e suas respectivas secretarias.

Mas existem funções menos óbvias que também serão imprescindíveis durante seu mandato. Você já pensou quem ficará responsável pelas suas redes sociais, por exemplo? Você possui um conselho político? Quem é seu advogado?

Após a seleção de cargos, é pertinente definir funções específicas para cada componente de sua equipe. Esse passo evita que nenhuma informação ou decisão fique perdida na mão de um funcionário. É claro que todos podem colaborar uns com os outros independente de sua ocupação, mas cada passo dado no gabinete de um político deve ser planejado. É importante que se estabeleçam padrões para todos os tipos de procedimento dentro da gestão política.

O sentimento de trabalho em equipe é fundamental

“O talento vence jogos, mas só o trabalho em equipe ganha campeonatos.”  (Michael Jordan)

Falar de trabalho em equipe pode parecer um assunto muito trivial para um guia como este. Mas se no dia a dia estamos constantemente precisando da colaboração de outras pessoas, na política não é diferente.

O ambiente político pode muitas vezes se constituir sob um clima de tensões. Nesses momentos ter uma equipe unida irá aliviar possíveis momentos de stress e conflitos internos. Ademais, você conseguirá formar um sentimento de confiança entre os que trabalham ao seu redor, e saberá exatamente com quem você poderá contar.

2. Estabeleça uma boa relação com a população

boa relação com a população

Não basta conquistar votos e vencer as eleições. Agora é a hora de mostrar as razões que fizeram você ser eleito. Para isso, é muito importante ter uma boa abertura com os cidadãos e estar sempre ciente de como anda sua imagem.

Atenção às demandas

Caso você já tenha catalogado as solicitações dos seus eleitores durante a campanha é hora de revisar os pedidos, verificar o que é viável e tomar as providências necessárias. A vantagem de se utilizar um sistema de gerenciamento político para esse tipo de atividade é poder organizar sua base definindo prioridades, e utilizando funcionalidades como a categorização por tags e geoprocessamento.

Mesmo que você já tenha iniciado esse registro, até o fim do seu mandato as solicitações continuarão surgindo a todo vapor. Preocupe-se em manter canais de fácil acesso onde as pessoas possam se comunicar com você para realizar pedidos e sugestões.

Mais adiante falaremos sobre as redes sociais como ótimos meios de debate com o público,  mas para solicitações formais, uma sugestão é criar um formulário online e enviá-lo aos seus contatos, ou fixá-lo de forma destacada em seu site. Assim você conseguirá ter uma visão geral e atualizada de todas as demandas da população e poderá fazer um planejamento sobre o que deve ser realizado.

Junto a esse formulário, considere a realização de uma pesquisa sobre o que estão achando do seu mandato e o que pode ser melhorado. A campanha acabou, mas saber o que a população pensa possui ainda mais valor agora que você pode colocar as mãos na massa.

Esteja presente

Mostrar que você se preocupa com os cidadãos e se fazer presente em seu cotidiano é um importante caminho para o sucesso da gestão política do seu mandato. No caso dos vereadores, por exemplo, é crucial que as visitas à comunidade não sejam feitas apenas pelos seus assessores e assistentes. A presença do político dá credibilidade à sua imagem e mostra que ele está em constante mobilização, mesmo porque uma de suas funções é fiscalizar o trabalho que vem sendo feito pela prefeitura.

Seja atencioso: a importância do feedback

Você sempre terá pessoas à sua volta, questionando, propondo projetos, melhorias e medidas que muitas vezes sequer estão ao seu alcance. Apesar disso, é importante mostrar disponibilidade e boa vontade para atender quaisquer demandas que venham a surgir em seu gabinete e oferecer retorno o mais brevemente possível, mesmo que a resposta seja negativa. Em processos demorados, é importante ter tudo registrado e deixar quem solicitou a par do projeto.

Considere a criação de materiais educativos

De acordo com um estudo da Economist Intelligence Unit, em um grupo de 167 países o Brasil está em 51ª lugar no índice de qualidade das democracias. Um dos motivos dessa fragilidade pode ser associado ao desinteresse e à desinformação que uma grande parcela da população possui em relação à política. Que tal utilizar o seu mandato para levar conhecimento?
Considere a realização de uma reunião com grupos políticos e parceiros para verificar a possibilidade de mobilizar uma equipe de comunicação e criar cartilhas e materiais educativos para ajudarem a população geral a conhecerem o trabalho e o funcionamento da máquina pública. 

Mas como isso pode ser proveitoso para o seu mandato? Quanto mais informação a população tiver, menos demandas que não podem ser solucionadas por você chegarão ao seu gabinete, por exemplo. Além disso, você valoriza o seu mandato, criando projetos que realmente fazem a diferença para a cidade. Começar aos poucos já pode ser uma grande iniciativa para a mudança!

3. Preocupe-se com a comunicação

Não adianta realizar o gerenciamento político da sua carreira de maneira eficiente e não possuir nenhum canal para divulgar o que está sendo realizado ou para interagir com a população. O marketing de um político depende diretamente das plataformas que ele utiliza para se comunicar e hoje em dia os meios digitais são os que possuem maior potencial para uma aproximação pós-campanha. Mas não adianta marcar presença em todos esses meios e não saber utilizá-los de forma correta, certo?

Redes Sociais: uma oportunidade de ouro

invista em redes sociais

Agora que você foi eleito, é fundamental manter a ligação criada com a população durante a campanha e fidelizar ainda mais eleitores. O chamado marketing de relacionamento, muito utilizado por empresas para estabelecer um elo com seus clientes, cabe perfeitamente no cenário político.

A oportunidade oferecida pelas redes sociais para que os políticos possam dialogar com os cidadãos é simples, acessível, barata e eficiente. Elas servem de  termômetro para saber como anda o seu mandato, oferecem um retorno imediato e são uma forma mais próxima de mostrar para as pessoas o que está sendo feito em seu gabinete.

Porém é preciso estar atento às postagens que serão divulgadas. A visibilidade do ambiente digital faz com que as informações sejam propagadas muito rapidamente. Seja sempre cortês e não utilize discursos ofensivos ou impróprios. Qualquer palavra colocada de forma errada pode afetar o seu mandato.

Além disso, nas mídias sociais as pessoas exigem respostas ainda mais rápidas para os seus questionamentos, não deixe nenhum usuário sem feedback e dê o seu retorno com muito cuidado e educação. Também procure deixar evidente quem é o autor da resposta: a assessoria ou o próprio candidato. Mobilize sua equipe para que suas redes sociais estejam sempre ativas e atualizadas!

E-mail

e-mail marketing também é uma ferramenta barata e eficaz para se comunicar com a população. Através dele você pode criar boletins sobre as ações que estão sendo realizadas, dar retorno à solicitações, divulgar eventos de sua agenda e enviar mensagens de datas comemorativas. 

Antes de montar suas campanhas de newsletter, é importante segmentar sua base de contatos para que as pessoas não recebam e-mails indesejados e sua estratégia acabe se tornando um spam.

Se você sentir a necessidade de ler um conteúdo mais aprofundado sobre esse assunto, não deixe de conferir o e-book com os primeiros passos para você começar a enviar emails para sua base.

Site

O site funcionará como uma 'vitrine' do político. É nele que você poderá deixar claro as principais propostas feitas na campanha, divulgar ações em andamento, notícias relacionadas ao seu mandato e ainda disponibilizar materiais que possam ser baixados pelo usuário.

Possuir um site demonstra credibilidade, e é uma ótima maneira de divulgar sua imagem na internet. Se você  ainda tem dúvidas se vale a pena criar um, consulte nosso e-book sobre sites para políticos.

4. Utilize um software de gerenciamento político

software de gerenciamento político

Durante este guia, lhe mostramos algumas dicas para fazer a gestão política do seu gabinete, e em muitas delas você deve ter percebido a necessidade de possuir um sistema que lhe ajude no processo. Planilhas são ótimas para coletar informações e ideias, mas organizar um mandato inteiro utilizando apenas essa ferramenta pode colocar tudo a perder. Além de diminuir a quantidade de papéis e arquivos, centralizar todas as informações em um software de gerenciamento político pode lhe trazer segurança, economia de tempo e outros benefícios, como:

Gráficos e relatórios

Primeiramente é importante entender a importância de possuir relatórios para administrar o seu mandato. O que parecem ser apenas um amontoado de números e gráficos, pode oferecer informações valiosas para avaliar o andamento de suas atividades e para orientar o planejamento de uma nova estratégia, quando necessário.

Os relatórios auxiliam ainda a estruturar algumas informações que possam estar perdidas, e a montar um histórico que auxiliará em consultas futuras ou tomada de decisões que dependem de outros dados.

Para um político, ter dados estruturados e organizados auxiliam nas prestações de contas e a ter certeza de que tudo está acontecendo da forma como deveria.

Imagine a seguinte situação: você implementou várias estratégias de marketing, tomou medidas para melhorar o desempenho da sua equipe e resolveu controlar todas as suas transações financeiras, mas não utilizou nenhum método para armazenar os dados. Como você irá verificar os resultados?

Com um sistema de gestão política,  essa tarefa se tornará muito mais simples. Você apenas precisará preencher os seus dados e o próprio sistema irá gerar os relatórios. Fácil, não é?

Agenda

Administrar todos os compromissos de um gabinete pode ser outra tarefa muito trabalhosa. Além da agenda de toda equipe existe ainda a agenda do próprio político, o que pode gerar muitos conflitos na hora de marcar compromissos, eventos, visitas e reuniões.

Ao utilizar um sistema de gestão você consegue centralizar todos os calendários em um único local, e conceder permissão de acesso aos membros da equipe que desejar. Além disso, possuir uma agenda online possibilita que ela possa ser acessada em qualquer dispositivo e local, permitindo que você faça consultas mesmo quando não estiver no gabinete.

Suponha que o seu assessor tenha que marcar um compromisso e não possa lhe consultar. Utilizando o sistema de gerenciamento político e com todas as suas datas em mãos, ele poderá fazer o seu serviço sem grandes problemas. E você ainda fica ciente de todos os seus compromissos com envio de lembretes por e-mail. Incrível, não é mesmo?

Esperamos que ter conseguido te ajudar ao menos um pouco no início dessa nova jornada! Se tiver alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato com nossa equipe de especialistas. Será um prazer conversar com você!

Seus dados estão seguros  no seu escritório?

Larissa Maciel

Publicitária e especialista em marketing político.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

Ligue agora:

11 4380-6606
Este site utiliza cookies para otimizar sua experiência durante a navegação. Ao continuar nesta página, consideramos que você concorda com a utilização de cookies. Ok, entendi.

© NeritPolítica

by nerit